Pés grandes, coração enorme - Meu sonho não tem fim

Pés grandes, coração enorme

   Voltar à Lista

Existia, há algum tempo, uma sorveteria famosa, sempre lotada nos dias de calor.   

 

Sorvete delicioso. Sabores variados. Clientela bem atendida.

 

Homens, mulheres, crianças, todos faziam fila e aguardavam pacientemente a sua vez. Tudo por um sorvete gostoso. Refrescante.

 

A menina sozinha, com o dinheiro na mão, também entrou na fila.

 

Esperou, sem reclamar, mesmo quando uns garotos passaram à sua frente, sem cerimônia e sem polidez.

 

Quando chegou ao caixa, antes que pudesse falar qualquer coisa, o funcionário lhe ordenou que saísse e lesse o cartaz na porta.

 

Ela baixou a cabeça, engoliu em seco e saiu. E leu o cartaz, bem grande, na porta de entrada que dizia: "proibido entrar descalço!".

 

Olhou para os seus pés descalços e sentiu as lágrimas em seus olhos e o gosto do sorvete não comprado se diluindo na boca.

 

Ia se retirando, cabisbaixa, quando uma mão forte a tocou no ombro. Era um homem alto e muito grande. Para a menininha, ele parecia um gigante.

 

Foi com ela até o meio-fio, sentou-se e tirou os seus sapatos número 44 e os colocou em frente a ela.

 

Depois, a suspendeu e enfiou os pés dela nos seus sapatos.

 

- "Eu fico aqui, esperando", disse ele. "Vá buscar o seu sorvete! Não tenho pressa".

 

Ela foi deslizando os pés, arrastando os sapatos, até o caixa.

 

Comprou sua ficha e saiu, vitoriosa, com seu sorvete na mão.

 

Quando foi devolver os sapatos para aquele homem, ela se deu conta de que se ele tinha pés enormes, muito maior ainda era o seu coração.

 

 

"A verdadeira compaixão é sempre boa e benevolente; ela está mais no gesto que no fato."

 
 
   Voltar à Lista

 


Copyright © 2017 ONG “Meu sonho não tem fim” - Todos os direitos reservados.

Powered by 2 SYS